sexta-feira, setembro 16, 2016

Natureza solitária.

Agradeço a Deus essa natureza solitária, que só me proporcionou uma vida que agradeço e dou valor. Eu sou tão triste e solitário que quando eu morrer,a própria morte vai me abraçar e chorar. E a solidão vai convidar a saudade, e juntamente com a tristeza comigo vão sentar à mesa e saborear um bom café,sem sobremesa.

sexta-feira, setembro 09, 2016

Reais monstros imaginários.

Eu sempre terei a minha Poesia como refúgio, sempre terei o meu sonho para ficar sem ser incomodado. Levo o meu sonho para a minha Poesia, ou levo a minha Poesia para o meu sonho. De um jeito ou de outro eu me"protejo"dos monstros imaginários, que são bem reais.